Amor entre cães e donos é o mesmo de pais e filhos, segundo pesquisa

Animais são capazes de nos surpreender, nos fazer sorrir, amar incondicionalmente (mesmo quando não merecemos!) e ensinar lições valiosas todos os dias. Eles não cansam de ser muito fofos.

capa_caes_pesquisa

Mas o que de fato acontece quando um ser humano e um animal se olham?

Foi exatamente isso que a pesquisa desenvolvida na universidade japonesa Azabu estudou: a ativação do processo hormonal deste ato.

Liderada por Miho Nagasawa, a equipe de estudo concluiu que a troca de olhares entre dono e melhor amigo dispara os níveis de ocitocina no cérebro dos dois, processo semelhante ao de uma mãe com o seu filho, segundo publicado na revista Science.

A ocitocina age também como neurotransmissor no cérebro e torna capaz de estabelecer vínculos sociais e reconhecer, além de auxiliar na formação de relação de confiança entre as pessoas.

Para fazer a pesquisa, donos e seus animais foram colocados juntos em um quarto por 30 minutos, enquanto cientistas documentavam cada interação.

Já na segunda experiência, os pesquisadores passaram ocitocina nos focinhos de alguns cães e os colocaram em um quarto com os seus donos e alguns desconhecidos. O resultado foram cães olhando por mais tempo para seus donos.

E em ambos os casos, os níveis de ocitocina aumentam no cérebro humano rapidamente.

O estudo indica ainda que esse esses laços emocionais devem ter surgido durante o processo de domesticação destes animais.

Voltar para o blog